Sabe o que é contraempatia?

Há críticos da empatia, que afirmam que esta nem sempre é boa, porque, segundo eles, debilita o senso crítico e que não tem nada a ver com compaixão e gentileza.

???? Porém a empatia é, precisamente, o primeiro passo para a compaixão e a gentileza.
O senso crítico e o discernimento podem conviver muito bem com a empatia. Ambos devem ser desenvolvidos como um atleta vai ao ginásio e treina todos os músculos e não apenas os tríceps.
Na realidade, há falta de empatia nos locais de trabalho e nas famílias.

Eu consigo ter empatia quando o meu filho argumenta que não lhe apetece lavar os dentes (porque ainda não tem o hábito ou está cansado) e devo ter o discernimento de o estimular a fazê-lo.

hashtag#Empatia é um processo fulcral à aprendizagem e está ancorada em um leque de emoções muito produtivas e bonitas.

❓ Mas… e a contraempatia?

✅ Contraempatia ocorre quando um dos elementos sente realização pela perda do outro.
Há uma fábula contada por trás-os-montes, que Deus teria descido à Terra e dito a determinado aldeão que lhe daria tudo o que ele quisesse, porém, daria a dobrar ao vizinho dele. Após longa reflexão o aldeão pediu: tire-me um olho.

Pense em um jogo de futebol, se um jogador de uma equipa se lesiona é possível que alguém adepto da outra equipa sinta regozijo, por ter mais vantagens para vencer. É contraempatia.
Há desportos que a fomentam mais do que outros.

???? A competição é saudável até ao limite em que começa a gerar contraempatia.
Ensinemos isso aos nossos filhos.

A contraempatia ocorre dentro das famílias, entre companheiros de trabalho, na política, nos negócios e nos relacionamentos, inclusive nos afectivos.

???? Pode ocorrer de forma ocasional, quando há uma alteração das emoções em um episódio, como uma discussão em que as pessoas discutem afincadamente para ter razão e não em busca da verdade.

???? Ou em um conflito entre companheiros de trabalho, quando alguém se sente ameaçado e reage em defesa, sentindo prazer em aniquilar o outro.

???? Pode ocorrer em um relacionamento em que a paixão que não consegue ser canalizada, inverte para o ódio, criando uma mecânica de destruição do outro.

Em outros tempos, era comum, mandar-se matar os inimigos. Hoje, ainda é comum, a tentativa de se matar a idoneidade, a reputação e a carreira.

???? A contraempatia é natural e está na nossa essência. De todos nós. Faz parte dos códigos de sobrevivência.
Pode advir de uma fuga à dor ou de uma busca pelo prazer.

▶ Para driblarmos esta tendência precisamos de três pilares
1️⃣ Aumento significativo dos níveis de energia
2️⃣ Aprender a canalizar as emoções
3️⃣ Adoptar uma comunicação sofisticada

Há uma oportunidade escondida em cada conflito.
“O conflito é inerente ao ser humano. Em tudo à nossa volta, na maior parte das situações, é o conflito que vai gerar movimento e fazer-nos sair da nossa zona de conforto.” Professor DeRose.

A compaixão é a forma para os gerir sem confronto.

Comentários
Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Gostaria de receber contacto para aulas: