Como o corpo sinaliza hipocrisia!

Hipocrisia e diplomacia são dois mundos próximos mas de natureza oposta.
Próximos, pois, muitas vezes, quando aplicamos qualquer uma das duas, existe uma discordância entre as partes. Um conflito de interesses!

De natureza oposta, pois, na diplomacia, existe o respeito pela pessoa independente da discordância do comportamento.

Na hiprocrisia, esse respeito não se coloca, e o valor da pessoa fica unicamente ligado ao comportamento que eu percepciono nela.
Ódio, aversão, detração são consequências diretas e a estratégia “olho por olho, dente por dente” vem ao de cima.

???? É importante e gratificante quando conseguimos ser mais diplomatas, elegantes e civilizados. Sinaliza amadurecimento, evolução e autoconhecimento.
A sabedoria sinaliza-se de forma muito cristalina, pela forma como usamos o bom senso, como conseguimos driblar os conflitos e como tratamos os demais viventes do planeta.
Ela pode ser desenvolvida e estimulada por um sistema sinérgico entre: aumento da energia do indivíduo (quando estamos doentes, stressados, emocionalmente instáveis, fica tudo mais difícil), reflexões ponderadas (discernimento) e observação do exemplo no grupo.
Essa a é razão de ser da escola que lidero, presencialmente em Lisboa e online para o resto do mundo.

❓ Como o corpo sinaliza essa hiprocrisia?

Na hipocrisia existem, tal como na mentira, duas mensagens.
A versão que eu guardo para mim, os meus interesses verdadeiros (ainda que instintivos), e, o que comunico verbalmente ao meu interlocutor.

???? Há uma incongruência entre aquilo que é dito e transmitido, e aquilo que a pessoa sente e pensa.

Formas comuns dessa incongruência:
– quando o sorriso nos lábios não é acompanhado pelo sorriso nos olhos.
– quando os olhos fazem movimentos bruscos com a cabeça imóvel.
– quando o corpo sinaliza fuga, nomeadamente, quando há uma direção divergente face ao interlocutor, do peito, ou dos pés, ou do olhar, ou da direção do movimento insconsciente de pentear o cabelo, ou na movimentação de objectos, entre outros.
– quando há emoções sobrepostas, tristeza reprimida com alegria exteriorizada. Asco misturado com um sorriso social. Alegria exteriorizada com desprezo (nós, sapiens sapiens, temo-nos em muito boa conta, talvez pela tecnologia incrível que conseguimos gerar, porém, quando pensamos que cerca de 80% das emoções de desprezo são acompanhadas de alegria, dá-nos que pensar, talvez não estejamos assim tão evoluídos face aos animais).
– quando há fortes tensões nas articulações, ombros, pulsos, tornozelos, e essa tensão não está expressa no contexto verbal.

Já a diplomacia, nota-se, facilmente, pelo olhar franco e convergência entre corpo e palavras.

Deixe um comentário sobre o que gostaria de saber, de forma estratégia, sobre comunicação para a gestão de conflitos.

Comentários
Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Gostaria de receber contacto para aulas: